XV MOSTRA DE VIOLÃO FRED SCHNEITER
foto_fred.jpg

Sala Cecília Meireles - Espaço Guiomar Novaes

08, 09, 11 e 12 de outubro de 2018 - Rio de Janeiro

 

 

Nicanor Teixeira e Edino Krieger: 90 anos

 

A Mostra e Concurso Nacional de Violão Fred Schneiter já fazem parte dos eventos tradicionais no cenário violonístico da América Latina e se estruturam da seguinte forma: desde sua primeira edição a Mostra e o Concurso vêm aperfeiçoando o seu perfil e seus objetivos. Com a criação do grupo informal intitulado Amigos da Mostra, em 2006, cujas doações viabilizam a realização da Mostra e do Concurso temos sempre como convidado um violonista da América Latina com a intenção de concretizar um intercâmbio tão fundamental para o desenvolvimento do violão brasileiro. Nossos convidados de fora do Brasil para esta edição são: Silvina Lòpez e Marcos Pablo Dalmácio (Argentina), Dùo Encuentro de dos Mundos (Chile) e o Duo CellAr (Chile/Alemanha). Do Brasil, Maria Haro, Marco Lima, Luis Carlos Barbieri e a Camerata de Violões.

 

Este ano, a Mostra vem homenagear e celebrar os 90 anos de vida dos compositores Nicanor Teixeira e Edino Krieger, importantes nomes para o violão brasileiro e que tiveram uma relação de amizade com Fred Schneiter. A amizade de Nicanor Teixeira, também baiano como Fred, se iniciou em 1986, quando os dois se encontravam com freqüência nos ensaios do Quarteto carioca de Violões, que estava começando a ensaiar a música “Mariquinha Duas Covas”, de Nicanor. O fato dos dois serem baianos, ter o violão e a música como pontos em comum, criou uma forte amizade ele entre os dois. Depois, passaram a ter uma relação de amizade e Nicanor, como dizia Fred, “aparecia de caju em caju lá em casa”. Ele assistia o ensaio do Duo Barbieri-Schneiter, tirava um cochilo na cadeira de balanço (geralmente era num sábado à tarde), tomávamos um café e depois saíamos para um bar ali mesmo no Catete. Desta amizade nasceu a homenagem musical de Fred: a música “Onde Ondará Nicanor?” para violão solo. Com Edino Krieger, Fred não teve tempo para uma amizade próxima, mas admiração sempre foi grande. Alguns encontros em eventos musicais e a sua presença na missa de sétimo dia em lembrança de Fred atestam a atenção do maestro ao jovem compositor que nos deixava. Edino escreveu a critica para o encarte do terceiro CD do Duo Barbieri Schneiter e cartas de recomendação ao MinC, para obtenção de apoios. Na ocasião do I Concurso Nacional de Violão “Homenagem a Fred Schneiter” (2002), organizado pela recém criada AV-Rio, da qual Fred é sócio fundador, compôs a obra “Passacalha para Fred Schneiter” que foi peça de confronto do Concurso. Hoje celebramos a música e a amizade destes importantes protagonistas da música e do violão brasileiro.

 

foto_fred02.jpg

FRED SCHNEITER

Friedrich Schneiter nasceu em Salvador/ Bahia, em 03 de outubro de 1959.

 

Após abandonar o terceiro ano do curso de engenharia elétrica, na Bahia, aos 20 anos, foi para o Rio de Janeiro em 1982 e iniciou seus estudos de violão com Luiz Antônio Perez decidido a ingressar no curso de bacharelado em violão na UNIRIO.

 

Participou de diversas formações cameristicas atuando como solista, em duos de violões, trios, quartetos e orquestra de violões e em conjuntos de música antiga.

 

Leia mais...

 

 

curso2.png

O CONCURSO 

Com periodicidade bienal (acontece sempre nos anos ímpares) o concurso segue os moldes do que está se tornando cada vez mais comum em importantes eventos como este: para a prova eliminatória é exigida a filmagem, sem emendas, das peças de confronto em DVD.

 

O número de selecionados para as provas públicas é limitado a 8 candidatos tendo a Comissão de Seleção autonomia para reduzir ou aumentar, minimamente, este número de acordo com o nível dos candidatos.

 

 

Leia mais...

separador2.png
violao_drijpg.jpg

A MOSTRA

Acontece anualmente em outubro, mês de nascimento de Fred Schneiter. Além de violonistas e conjuntos consagrados existe um espaço reservado para os jovens violonistas e jovens compositores que estão escrevendo para o instrumento. Outra característica do evento é sempre convidar um violonista da América Latina.

cel.png

Luis Carlos Barbieri (Diretor da Mostra)
 (21) 98308-3337

 

fone.png

(21) 98308-3337

email.png

amigosdamostra@gmail.com